Dois milhões de toneladas de aço exportadas provam o valor do Pecém


Após um ano do início das operações, a CSP atinge o marco de dois milhões de toneladas de placas de aço exportadas pelo Porto do Pecém, para mais de 13 países. O registro deste volume de exportação de somente uma das indústrias do Complexo Portuário e Industrial do Pecém é apenas um dos primeiros marcos históricos do maior empreendimento público do Estado do Ceará.

O navio Olza, de bandeira da Libéria, seguiu nesta quinta-feira, 20/7, para a República Tcheca, com uma carga de 16,5 mil toneladas de placas de aço. A marca de dois milhões de toneladas de placas de aço exportadas foi atingida neste 52º navio que partiu com placas produzidas no Ceará.

A CSP iniciou as exportações das placas de aço no dia 15 de agosto de 2016. De lá para cá, em parceria com a Cearaportos, foi atingido o pico de 321.000 toneladas embarcadas em um único mês. Até o último dia 17 de julho, foram produzidas 2.161.818 toneladas de aço em placas, totalizando 95.268 placas.

“O sucesso da Companhia Siderúrgica do Pecém só é possível com o esforço de muita gente. Temos o orgulho de contar com os melhores profissionais, o melhor minério, os melhores equipamentos de controle ambiental, o mais competitivo processo produtivo e o apoio, fundamental, da Cearaportos e da ZPE-CE”, declarou o presidente Eduardo Parente.

Mas, importante também é perceber-se que a CSP é apenas um dos equipamentos do Complexo Portuário e Industrial do Pecém que vem se estruturando há mais de uma década em nossa região e agora começ a demonstrar robustez através dos números de suas operações portuárias e volume de produção de seu parque industrial. E isso é só o começo!