Em tempos de preços altos, confira sete dicas para economizar combustível

25/07/2017

 

O preço do combustível ficou mais caro em todo o Brasil depois que o governo anunciou, na quinta-feira (20), o aumento nos impostos PIS e Cofins cobrados sobre combustíveis. A mudança mais significativa está na alíquota sobre o litro de gasolina: saltou de 38 centavos para 79 centavos por litro.

O objetivo é gerar uma arrecadação extra de 10,4 bilhões de reais neste ano para cobrir o rombo nas contas públicas.

A expectativa era de que o repasse para o consumidor fosse de 0,41 centavos por litro da gasolina, mas o aumento chega a 0,50 centavos em alguns postos, como o localizado na avenida Alcântara Machado – preço passou de 3,09 reais para R$ 3,59 reais.

Com esse aumento, muitos motoristas buscam formas de economizar no combustível. Reinaldo Domingos, presidente da Abefin (Associação Brasileira de Educadores Financeiros), dá algumas dicas de como gastar menos. Otimizar viagens e pegar carona são duas delas.

 

Veja sete dicas para economizar combustível
 

1- Analise a necessidade de fazer tudo com o carro; realizar algumas caminhadas, além de ser saudável, pode gerar boa economia;

2- Alterne o uso do carro com o transporte público, assim terá diminuição no orçamento mensal no que se refere a gastos com locomoção;

3- Ofereça e pegue caronas com familiares, amigos e colegas de trabalho sempre que possível. Assim, além da economia, há maior sociabilização;

4- Dirija e utilize o veículo com consciência. Algumas ações geram maior consumo de combustível, como manter o ar-condicionado ligado e trocar de marcha na velocidade inadequada;

5- Abasteça em postos de sua confiança, garantindo a qualidade da gasolina que está comprando;

6- Mantenha os pneus calibrados, pois se estiverem abaixo do recomendado pelo fabricante, há resistência na rolagem e o carro consome mais combustível. Isso sem contar o desgaste dos pneus, que são caros;

7- Mantenha o carro sempre revisado, pois um motor mal regulado pode gastar mais combustível. Assim também evita imprevistos que podem estourar as finanças.

 

COMPARTILHAR NO FACEBOOK
COMPARTILHAR NO TWITTER
Please reload