Finalmente! Novos Agentes Comunitários de Saúde de Paracuru tomam posse

 

Depois de uma demorada, estressante e exaustiva espera que vem desde 2015, quando submeteram-se a processo seletivo dentro do concurso público para provimento de cargos do funcionalismo público municipal realizado naquele ano, e no qual tiveram que enfrentar um questionamento judicial, finalmente tomaram posse os quarenta novos agentes comunitários de saúde de Paracuru. Agora, eles se somam aos outros quarenta agentes estatutários do município, que já vêm exercendo as funções próprias da categoria, e aos trinta e cinco bancados pelo governo estadual, perfazendo um total de cento e quinze atuando no Município.

 

 

A solenidade de posse aconteceu na tarde de  08 de agosto, no auditório da Secretaria de Educação, O evento teve a presença do Prefeito Sr. Ribeiro, de secretários municipais, vereadores e várias autoridades. 

 

Para a secretária de saúde de Paracuru, Camylle Alcoforado, os novos servidores darão uma grande contribuição ao serviço de saúde do município. “Desejamos que eles tenham responsabilidade, amor ao trabalho e compromisso com a população. Estes novos servidores atuarão em todo o município. Eles chegam para somar e colaborar ainda mais com o serviço de saúde de Paracuru”. A gestora falou ainda da importância do trabalho dos novos servidores. “Os agentes são a porta de entrada do serviço de saúde. Eles fazem parte da atenção primária”.

 

A presidente da Associação dos Agentes Comunitários de Saúde da cidade, Maria da Conceição, comemora a posse dos profissionais. “Nós agradecemos muito ao prefeito Ribeiro e à secretária Camylle, por terem resolvido este impasse. Agora os agentes poderão finalmente trabalhar para a população”.

 

 

Especialmente convidado a participar da solenidade, por ser considerado pela categoria como o padrinho dos Agentes Comunitários de Saúde de Paracuru, o Diretor da Rádio Mar Azul FM, Hélder Gurgel, rememorou os primórdios do Programa no Município, no início da década de noventa, e expressou o seu contentamento em presenciar a posse de ACSs, desde sempre considerados por ele como "os anjos da guarda" das comunidades, vez que, da atuação desses profissionais resultaram a decrescente taxa da mortalidade infantil e materna e o acompanhamento da aplicação de todas as demais políticas públicas de saúde na coletividade.

COMPARTILHAR NO FACEBOOK
COMPARTILHAR NO TWITTER
Please reload