Universitário paracuruense é aprovado em edital do Grupo Globo de Comunicação


O aluno de jornalismo da Faculdade Cearense, Everton Barbosa Lucas, foi aprovado em um edital do Grupo Globo de Comunicação. Com a conquista, o estudante vai ter a produção de seu Trabalho de Conclusão de Curso financiada e participará de workshop nos estúdios Globo no Rio de Janeiro. O Curta Universitário, que está em sua oitava edição, é um edital promovido de uma parceria entre a Globo, o Canal Futura e a Associação Brasileira de Tvs Universitárias. Participam do concurso estudantes de graduação de cursos ligados ao audiovisual e que tenham como TCC a produção de um vídeo documentário. Para produzir o trabalho, os estudantes que estiverem entre os 20 projetos selecionados ganham R$7.500 e uma viagem com tudo pago para o Rio de Janeiro. Lá eles participarão de um workshop de formação audiovisual nos Estúdios Globo. Este ano foram 197 projetos inscritos. Everton Lucas tinha como ideia inicial fazer uma monografia em seu Trabalho de Conclusão de Curso, no entanto, por algumas mudanças feitas pelo Ministério da Educação (MEC) sobre a produção de TCCs, o estudante teve que pensar em outras possibilidades. Assim, conversando com a professora de projetos experimentais, Patricia Benevides, decidiu produzir um vídeo documentário.

Sua proximidade e sua formação em dança fizeram que a ideia de fazer uma produção audiovisual sobre a Escola de Dança de Paracuru fosse fortalecida. “Eu acreditei que seria um tema bacana, como eu sou da primeira turma da escola, eu peguei todo o processo de adaptação da cidade; uma cidade do interior ter meninos dançando do ballet clássico, imagina quanto preconceito eles sofreram” explica Everton. “Depois que eu decidi não fazer mais monografia e fazer um projeto experimental, a primeira ideia que veio na minha cabeça foi essa, entender como Paracuru reagiu em ter uma escola de ballet clássico com meninos matriculados”, completa. Para o futuro jornalista, a ficha ainda não caiu, pois ele mesmo não esperava. “Já estou ciente das coisas que vão acontecer, mas eu ainda estou no processo de acreditar, porque pra mim é uma conquista muito grande que eu não esperava. Eu fiquei sabendo do edital três dias antes do final das inscrições e tive que correr para preparar tudo”. Agora Everton, com o apoio do seu orientador, professor Marco da Escóssia, vai produzir o vídeo documentário que vai ser divulgado e exibido pelo Canal Futura. “Eu queria dizer pra pessoas que às vezes a gente se subestima demais, porque não estudamos em uma universidade cara ou muito conceituada, de não termos uma situação financeira tão favorável, vir de uma periferia, a gente subestima muito nossas capacidades. Nossas dificuldades não podem sobressaírem do que a gente pode fazer de melhor, eu mesmo me subestimei, mas meu próprio potencial me provou que eu sou capaz de fazer muitas coisas. Gostaria que todos tenham esse pensamento de acreditar em si mesmo, porque, se não acreditamos, ninguém vai acreditar.” finaliza Everton Lucas.