Uece promove Movimento Unificado Setembro Amarelo Estudantil

11/09/2017.   Portal da Uece

Teve início nesta segunda-feira, 11 de setembro, o Movimento Unificado "Setembro Amarelo Estudantil da Uece", realizado por estudantes dos Centros Acadêmicos de Medicina, Enfermagem, Educação Física, Psicologia e Nutrição, sob orientação das professoras do curso de Medicina, Daniele Vasconcelos Fernandes Vieira e Maria das Graças Barbosa Peixoto.

O evento faz parte da campanha nacional Setembro Amarelo de conscientização sobre a prevenção do suicídio. O objetivo do Movimento Unificado é integrar as ideias, estratégias e ações planejadas pelos estudantes para a valorização da vida, reafirmando as forças e os elementos que potencializam a vontade de viver e promovem bem-estar.

Segundo a professora Graça Barbora, o "Setembro Amarelo traz a temática do suicídio para ser discutida, falada, refletida, para podermos agir. (...) Muitas vezes os jovens não têm uma estrutura familiar que dê sustentabilidade para a vida, e assim eles adoecem. Precisamos cuidar! Precisamos conversar com eles!". A estimativa da Organização Mundial de Saúde (OMS) é que ocorram, no Brasil, 12 mil suicídios por ano. No mundo, são mais de 800 mil ocorrências, ou seja, uma morte por suicídio a cada 40 segundos, conforme o primeiro relatório mundial sobre o tema, divulgado pela OMS, em 2014. Erick Jardel Mendes Pereira, estudante do 3º semestre do curso de Medicina, e um dos organizadores do evento na Uece, explica a ação: "Vamos realizar essas ações não somente para o combate ao suicídio, mas, acima de tudo, para valorização da vida. Sabemos que os dados são bastante relevantes e que, sim, o suicídio deve ser discutido da maneira correta. É importante conversarmos sobre esse assunto que muitas vezes é tratado como tabu pela sociedade. A melhor maneira de abordarmos a questão é valorizando a vida. Pensando nisso, criamos também ações que possam, de alguma forma, promover alegria e descontração no ambiente universitário". Juntos, os integrantes dessa grande mobilização criaram uma programação que contempla música, dança, palestras, educação em saúde, atendimentos com as Práticas Integrativas e Complementares, pela qual, de acordo com a professora Daniele Vasconcelos, "os estudantes expressam a mensagem do coração, que se manifesta na compaixão, na alegria de viver, na felicidade, no saber acolher, ouvir, abraçar, sendo desenvolvida durante todo o mês de setembro", esclarece a docente.

Professoras Daniele Vasconcelos e Graça Barbosa "Temos a expectativa de tornarmos nosso Setembro Amarelo Estudantil da Uece, um acontecimento significativo na formação acadêmica e desenvolvimento humano dos nossos estudantes, ancorados nos saberes e nas práticas potencializadoras do bem-viver e do bem-ser, compreendendo a multidimensionalidade da saúde e do adoecimento, propondo, dessa forma, espaços abertos, amplos e agregadores que criem fluxos de encontros, reencontros, diálogos e compartilhamentos sobre a importância de cultivarmos relações saudáveis e harmoniosas consigo, com os outros e com o ambiente no qual estamos inseridos", ressalta Daniele. O evento acontecerá até o dia 25 de setembro, quando será encerrado com a mesa redonda "Setembro da Vida". Para assistir, os interessados devem doar 1 kg de alimento não perecível. Os participantes terão direito a certificado.