Ceará registra em setembro 2,1 mil vagas de trabalho com carteira assinada


Em setembro deste ano, o Ceará gerou 2.161 postos de trabalho com carteira assinada. Conforme dados do Enfoque Econômico Desempenho do Emprego Celetista Cearense, divulgados nesta quarta-feira, 1º, pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), a maioria de empregos formais (1.641) ocorreu no Interior do Estado e na Região Metropolitana de Fortaleza, onde foram criados 520 postos. Ao analisar o desempenho dos municípios cearenses, o documento revela que Juazeiro do Norte foi destaque na geração de empregos, com 338 vagas, seguido por Granja (+331 vagas), Maracanaú (+233 vagas), São Gonçalo do Amarante (+189 vagas) e Sobral (+172 vagas). Por outro lado, os maiores saldos negativos foram observados em Fortaleza (-291 vagas), seguido de Iguatu (-178 vagas), Missão Velha (-120 vagas) e Russas (-103 vagas). Regiões do Brasil Já os dados obtidos para as cinco grandes regiões do país mostram que em três delas foram observados avanços na geração de empregos com carteira assinada em setembro de 2017. A região Nordeste foi o destaque com criação de 29.644 vagas, seguida pela região Sul, (+10.534 vagas) e Norte (+5.349 vagas). As regiões Sudeste (-8.987 vagas) e Centro-Oeste (-2.148 vagas).