"Juventude na Islândia". Programa social mudou a realidade dos jovens daquele país. Miremo

Por que não nos espelharmos em boas práticas e experiências exitosas de outros lugares e culturas que deram resultado e transformaram o seu povo?

Quem disse que pequenos municípios não podem reproduzir políticas públicas de países de primeiro mundo?

De quem é a ideia de que as gestões dos municípios de pequeno porte têm que ter aspecto meramente condominial do fazer, construir e consertar no cotidiano, sem o ousar e pensar em transformar as vidas de seus munícipes num futuro que vá além dos narizes de seus prefeitos?

A Islândia, um país nórdico insular no extremo norte da Europa, em bom tempo percebeu o descaminho de sua juventude, nada muito diferente da realidade que nos é própria, e estabeleceu um programa de resgate que, de tão exitoso, passou a ser adotado por toda a Comunidade Européia.

Quem se habilita a copiar-lhes?

Nos últimos 20 anos, a Islândia conseguiu diminuir em 8 X o consumo de álcool e tabaco entre os adolescentes.

O país ocupa hoje o primeiro lugar no ranking europeu de jovens com estilo de vida saudável

Para se ter uma ideia, o país era o último dessa lista até o início dos anos 90.

O número de jovens entre 15 e 16 anos que consomem grandes quantidades de álcool e drogas caiu de 42% para 5%. O de fumantes foi de 23 para apenas 3%

O segredo?

"Youth in Iceland" (Juventude na Islândia) é o nome do programa criado para mapear os hábitos de uma geração.

O resultado:

Viu-se que mais tempo com os pais, ou praticando esportes, dança e outras atividades extracurriculares diminui o consumo de álcool, tabaco e outras substâncias.

Hoje, o número de adolescentes que passam bastante tempo com os pais dobrou de 23% para 46% e os que participam de atividades esportivas foi de 24% para 42%.

O governo passou a multar a compra de tabaco por menores de 20 anos.

O governo islandês passou a destinar cada vez mais recursos para áreas como esporte e cultura, oferecendo a estes jovens atividades saudáveis para o corpo e para a mente.

O sucesso do programa foi tanto que em 2006 foi criado o "Youth in Europe" que usa as mesmas metodologias do governo islandês para melhorar a qualidade de vida dos jovens do continente inteiro.

Existem muitas coisas para a gente aprender com outras culturas.