Efetividade da Gestão Pública: TCE da Paraíba apresenta mais ferramentas de medição


Mais dois instrumentos digitais de acompanhamento da gestão pública foram apresentado à imprensa pelo Tribunal de Contas do Estado como forma de contribuir ainda mais com a fiscalização dos recursos públicos. São eles: O Aplicativo móvel #TCEPB e o Sagres Combustíveis.

Com essas ferramentas, os profissionais de imprensa poderão ter acesso, com agilidade e transparência, às principais informações relativas à gestão pública fornecidas pelos próprios gestores e que compõem o banco de dados do TCE/PB.

Conforme o presidente do TCE/PB, Conselheiro André Carlo Torres Pontes, a Corte de Contas desde a sua formação vem evoluindo e se preocupando em fornecer dados que contribuam com as informações repassadas à sociedade pela mídia paraibana.

“No final dos anos noventa, nós começamos , aqui no Tribunal de Contas um programa de qualidade total e tivemos o primeiro certificado ISSO do país, e de lá prá cá a imprensa é testemunha da preocupação que este Tribunal tem em promover a democracia, capilarizar a informação para que o cidadão cada vez mais tenha conhecimento da gestão pública e possa acima de tudo participar não só fiscalizando ou criticando, mas contribuir”, destacou.

Segundo ele, com essas novas ferramentas o TCE dá sinais de avanços no sentido de colocar a informação à disposição da população. “E ninguém mais importante que os comunicadores como atores de capilarização das informações úteis à população. Com esse conhecimento multiplicado sobre gestão pública, poderemos ter uma gestão mais eficiente, mais eficaz e mais efetiva”, destacou.

O presidente lembrou ainda que o Sagres- Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade, símbolo do Tribunal de Contas, este ano completa 15 anos de existência e a Corte resolveu colocar em todas as novas ferramentas o nome Sagres. “Nós temos hoje, o Sagres Transparência, Sagres Cidadão, Sagres Painel, Sagres Combustível , ou seja, ele é o nosso símbolo, assim como, os portugueses que aprenderam a navegar com o Sagres, a gente quer que a população utilize o Sagres para navegar pela informações da gestão pública”, completou.