Ceará criará grupo para formação de Câmara Brasil-Argentina

29/10/2018

FONTE:

O Ceará mantém políticas internacionais diferentes das anunciadas recentemente para o País. Enquanto o presidente eleito Jair Bolsonaro deixa claro que o Mercosul não será prioridade, no Estado grupos empresariais trabalham para a instalação da Câmara Brasil-Argentina, que pode funcionar na Fiec ou na Fecomércio-CE. No próximo dia 12 será realizado seminário na Federação das Indústrias para apresentar o potencial de negócios com os argentinos. O evento marcará a criação do grupo de trabalho para a formação da Câmara.

A visão local é de que os negócios com os hermanos não são nada desprezíveis. De janeiro a setembro foram comercializados US$ 67,2 milhões em exportações para a Argentina, que é o quinto maior destino dos produtos cearenses, perdendo para os Estados Unidos, Turquia, México e Alemanha.

Os acordos com os argentinos representam oportunidades para vários segmentos como moda, alimentos e calçados. As importações do Ceará, principalmente de trigo, também são consideráveis. Essa foi uma das razões que motivaram, em agosto de 2017, a assinatura de protocolo com o Consulado em Recife para a formação de um espaço destinado ao fomento de novos negócios. 

COMPARTILHAR NO FACEBOOK
COMPARTILHAR NO TWITTER
Please reload