Conheça a história da cearense que venceu concurso com receita de Melhor Brigadeiro do Brasil


Foi há cerca de sete anos que Ana Lídia Cabral, 33, resolveu apostar de vez na confeitaria, área com a qual começou a ter contato bem cedo, dentro de casa, com os trabalhos que a mãe fazia. Naquela época, nem imaginava que um dia produziria a receita do Melhor Brigadeiro do Brasil, vencedor do concurso realizado no programa Mais Você, da Ana Maria Braga, na última sexta-feira (30).

"Eu estava superansiosa durante a final", comenta Ana, ao também lembrar que chegou a perder o voo antes de chegar ao Rio de Janeiro, onde o programa seria gravado. Mesmo com os contratempos, tudo correu como o esperado.

"A receita recebeu 54% dos votos dos funcionários do Projac e apenas um dos votos dos jurados não foi para a gente", afirma com felicidade, sempre ressaltando a importância do marido e da mãe na conquista.

Desde então, a cearense, integrante da Associação de Cake Designers e Artistas do Açúcar, tem lidado com o reconhecimento e com os pedidos, que têm tomado um volume ainda maior do que o já acostumado. Apesar disso, ela comenta, a ficha não caiu ainda. "Nem dei conta de responder todo mundo no WhatsApp e no Instagram", brinca.

E não é para menos que a alegria dela esteja tão aparente. Dentre cerca de 4 mil inscrições de todo País, a receita que, diga-se de passagem, é deliciosa, ficou entre as dezesseis escolhidas para serem levadas ao estúdio do programa logo de cara.

Sonho

Ainda que a vontade de viver no mundo da confeitaria tenha estado sempre presente, Ana Lídia conta que trabalhava no comércio antes de tudo. Os passos foram pequenos e deram espaço para o que faz atualmente.

"Meu sonho sempre foi trabalhar com os bolos decorados, então eu saí do meu emprego e comecei a fazer alguns cursos. No começo, peguei encomendas pequenas, dos próprios parentes e cobrava só o material para começar a desenvolver as técnicas. Mesmo assim, eu ainda não trabalhava com os docinhos tradicionais", explica a profissional.

As fôrmas de bolo, panelas e adornos estão mais do que presentes na casa da confeiteira, em Maracanaú, onde produz as encomendas que recebe, mora com toda a família e administra a pequena empresa que montou. No início de tudo, a intenção era trabalhar perto dos filhos, sem precisar sair de casa.

Hoje em dia, com a alta demanda de encomendas, os familiares e até mesmo a vizinha de bairro dão uma força no negócio. Ela conta que acabou se especializando em bolos para festas de crianças, mas também aceita propostas para diversas ocasiões.

A cearense mistura a castanha ao açúcar para dar o toque especial ao brigadeiro.Foto: Fabiane de Paula

Brigadeiro famoso

E foi pela demanda dos próprios clientes que Ana Lídia resolveu criar a receita do Brigadeiro Crocante de Castanha de Caju. Até o início do ano, ela não produzia docinhos de festa, mas embarcou na ideia após o pedido de alguém que já a conhecia.

"Todo mundo sempre ficava dizendo que queria docinho. Um dia, minha cunhada tinha uma amiga que precisava de uns de última hora e eu acabei aceitando a tarefa", lembra sorrindo.

Testes feitos e surgiram receitas como as de brigadeiros de ninho, café, tradicional e o de castanha, ainda sem o "crocante", que é feito com o acréscimo de açúcar junto do produto proveniente do caju. "Eu pensei que é muito fácil de encontrar no mercado esse tipo de docinho somente com a castanha. E minha mãe que dizia que dessa forma que faço agora é bem mais gostoso. Bom que quando a gente ofereceu aos clientes a aceitação foi imediata".

Em meio aos utensílios de cada dia, ela explica o passo a passo da receita e afirma que agora é a hora de aproveitar a visibilidade para investir no que mais gosta de fazer. Veja a receita abaixo: