Uma boa idéia: Prêmio VerdeAzul eleva Andradina-SP entre as principais cidades sustentáveis do Estad


Essa idéia do Prêmio bem que poderia ser copiada por aqui.

Sob a liderança da prefeita Tamiko Inoue, Andradina passa a pertencer a elite de cidades paulista na questão de ações de sustentáveis, com a conquista do selo Município VerdeAzul, em evento realizado no dia 05/04 no auditório Ulysses Guimarães, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

O prêmio Franco Montoro é destinado às cidades líderes do ranking do Programa Município VerdeAzul (PMVA), da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente.

Tamiko recebeu a premiação ao lado do Governador João Dória e do secretário estadual de Meio Ambiente, Marcos Penid.

“Ficamos felizes em receber aplausos e reconhecimento, por todo o trabalho que está sendo feito no município”, comentou Tamiko destacando que o Programa tem o inovador propósito de medir e apoiar a eficiência da gestão ambiental com a descentralização e valorização da agenda ambiental.

São dez diretrizes da agenda ambiental local com base em temas estratégicos como Município Sustentável; Estrutura e Educação Ambiental; Conselho Ambiental; Biodiversidade; Gestão das Águas; Qualidade do Ar; Uso do Solo; Arborização Urbana; e Esgoto Tratado e Resíduos Sólidos.

Tamiko inovou ao criar o Ecoponto Municipal de Andradina, o único no estilo “drive thru” da região e inaugurado há pouco menos de um ano e que já retirou toneladas de materiais inservíveis das residências do município.

Em um trabalho inovador envolvendo principalmente educação e conscientização, a Secretaria de Meio Ambiente criou o espaço que recebe a entrega voluntária, facilitando para o morador dar o destino correto dos materiais sem uso e que precisam ser reciclados.

Andradina é uma das únicas cidades do país a disponibilizar o saco vermelho que faz a coleta seletiva direto com a população, sendo uma forma de conscientização e educação. O município também é uma das poucas cidades do Estado de São Paulo, com alto nível no serviço de reciclagem e compostagem de materiais, mandando o mínimo de lixo para o aterro.

O secretário municipal de Meio Ambiente, Claudio Gottardo, ressaltou a felicidade e a importância de estar entre os 10% melhores do Estado de São Paulo. “É um trabalho diário, desde de a educação ambiental, com as nossas crianças, até as ações para conservar o meio ambiente e, também, de incentivar a todos a participarem de uma cidade mais sustentável”.

Este é outro índice positivo para Andradina, que já é a 32ª cidade pra se envelhecer segundo a revista Exame, está entre as mais bem administradas, conforme levantamento do Tribunal de Contas, e a que mais gera emprego na região como aponta o Caged do Governo Federal.