Cidades: um convite para pensar o pós-pandemia

III Fórum Nacional do movimento BR Cidades reúne, a partir de 10/9, ativistas, pesquisadores e movimentos populares em torno de uma agenda urbana para o pós-pandemia – e a construção de cidades justas, democráticas e sustentáveis . III Fórum Nacional BrCidades. De 10 a 19 de setembro, transmitido ao vivo pelo canal do BrCidades. Confira aqui a programação completa.

Com o objetivo de rediscutir a agenda urbana nacional frente aos desafios dados pela crise sanitária e urbana, agravada pelo abandono e descaso do governo federal, e participar da necessária construção social de um projeto para as cidades do Brasil, a rede BrCidades realiza, de 10 a 19 de setembro, o III Fórum Nacional BrCidades.

O encontro, virtual, reunirá integrantes dos Núcleos do BrCidades de 17 estados do país, representantes de movimentos por moradia, transporte, saneamento, estudiosos, acadêmicos e profissionais ligados aos temas, além de lideranças dos movimentos de igualdade de gênero, de igualdade racial, de jovens, entre outros, para pensar e propor caminhos para a construção de uma agenda urbana para cidades justas, democráticas e sustentáveis.

“[É preciso] ir além da crítica e lamentação, debater o futuro do país, que passa necessariamente pelas cidades, onde vive 85% da população brasileira”, aposta a arquitete e urbanista Ermínia Maricato, professora aposentada da USP e membro do Comitê Nacional do BrCidades. “É no cotidiano das cidades que a população sofre os problemas de Habitação, Transporte, Saneamento, Saúde e Educação. Mas para além dessa pauta tradicional da política urbana nós vamos discutir o direitos das mulheres, o antirracismo, fundamental superar as raízes escravistas, Cultura e Juventude, Meio Ambiente e o aquecimento global, um tema tão urgente. Vamos juntas e juntos debater e afirmar um projeto para as cidades do Brasil e a recuperação da democracia”, destaca ela.

A abertura do evento, que será realizada às 18h do dia 10 de setembro, contará com a presença de Douglas Belchior (Coalizão Negra por Direitos), Luana Alves (CAUS/Rede COPPA) e Ermínia Maricato (BrCidades), debatendo formas de construir coletivamente uma agenda urbana para cidades justas, democráticas e sustentáveis.



Sobre o III Fórum

Construído coletivamente a partir de atividades preparatórias realizadas pelos Núcleos BrCidades, assim como entidades e instituições parceiras, a programação do III Fórum Nacional inclui atividades abertas ao público, com mesas, oficinas e palestras, visando mobilizar grupos, organizações e forças sociais.

A primeira edição do Fórum Nacional BrCidades aconteceu em maio de 2018 e definiu as formas de organização local (Núcleos) e nacional da rede. O II Fórum Nacional BrCidades, realizado em 2019, em São Paulo, resultou na Agenda Urbana Nacional, construída coletivamente com a participação dos Núcleos de 17 estados, entidades parceiras, movimentos sociais, ONGs, Defensorias Públicas e integrantes do Ministério Público de vários Estados da Federação.

O III Fórum Nacional BrCidades tem o apoio da Fundação Rosa Luxemburgo e do Fórum Nacional de Reforma Urbana.

Sobre o BrCidades

A diversidade da rede urbana brasileira, com mais de 85% da população morando nas cidades e grande parcela da força de trabalho vivendo em condições precárias, ambientes degradados, situações de risco, sem infraestrutura ou serviços urbanos, em moradias congestionadas e insalubres, tem exigido cuidados de forma a assegurar as particularidades das lutas locais/territoriais e identificar as questões comuns a todas as cidades do Brasil.

A conjuntura de crise nacional e internacional levou à discussão, durante encontro da Frente Brasil Popular em 2017, sobre a necessidade de um movimento para repensar o país e ao convite às Professoras Ermínia Maricato e Karina Leitão, da FAU USP, para tratar do tema da Agenda Urbana. Esse foi o primeiro passo para o surgimento da Rede BrCidades – Um Projeto para as Cidades do Brasil.

Em 2018 e 2019, o BrCidades realizou as duas primeiras edições do Fórum Nacional. Em 2020, junto aos Núcleos e aos parceiros, participou da criação das redes “Articulação por Direitos na Pandemia” e a “Campanha Despejo Zero”, além de contribuir na preparação de pautas urbanas de candidatos a vereadores e prefeitos.

Acolhido institucionalmente pelo Centro Gaspar Garcia de Direitos Humanos, atualmente o BrCidades conta com 17 Núcleos constituídos em cidades de diversos estados do Brasil, adesão de professores de 33 universidades, entidades profissionais (arquitetos, engenheiros, advogados, assistentes sociais, geógrafos) e movimentos sociais (MTST, UMM, MSTC, CMP).

Pelas ações desenvolvidas, o BrCidades recebeu o prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) em 2018, na categoria Urbanidades. A coordenadora nacional ganhou o Prêmio FPAA 2020 Medalha de Ouro.