Complexo do Pecém representa o Brasil em maior evento de hidrogênio verde do mundo

O Complexo do Pecém (CIPP S/A) iniciou hoje em Roterdã, na Holanda, sua participação no maior evento de hidrogênio verde do mundo, o World Hydrogen Summit & Exhibition 2022. Organizado pelo Conselho de Energia Sustentável (SEC) em parceria com a Província de Zuid-Holland; a Cidade de Roterdã e o Porto de Roterdã, o evento reúne líderes governamentais e do setor privado para apresentar, discutir, colaborar e fazer negócios, impulsionando a indústria do hidrogênio.


Ao longo de três dias, entre 9 e 11 de maio, serão realizadas conferências e uma grande exibição com alguns dos principais projetos de hidrogênio verde em desenvolvimento no mundo.

Especialistas acreditam que com o surgimento e a crescente demanda por energia renovável, os próximos dois, três anos poderão ser críticos para muitas das decisões políticas e de investimento que irão moldar a matriz energética global. É por esta razão que o Conselho de Energia Sustentável (SEC) foi fundado, para assim reunir os tomadores de decisão da indústria e dos governos para agir e compartilhar boas práticas e discussões sobre a infraestrutura necessária para a cadeia produtiva do hidrogênio verde. Assim, espera se acelerar a transição de energia para energias renováveis.


“Nossa participação nesse evento é como fincar uma bandeira, pois assim demonstramos o nosso compromisso com o desenvolvimento do HUB de Hidrogênio Verde no Complexo do Pecém. Somos a única empresa brasileira com estande no World Hydrogen 2022, um grande evento que reúne as grandes empresas desse segmento no mundo e nos dá a oportunidade ímpar para apresentarmos todos os detalhes do nosso projeto para os principais investidores da cadeia produtiva do hidrogênio verde”, enfatiza Danilo Serpa – Presidente do Complexo do Pecém.

“Nós estamos firmando posição como grande player global para o hidrogênio verde e tendo a oportunidade de nos relacionar com empresas e com governos. Já tivemos, por exemplo nesse primeiro dia, a oportunidade de conversar com representantes da Escócia, Marrocos e Portugal. O Ceará representa o Brasil e parte na frente, sem duvida! É o que mais ouço aqui.”, conclui Roseane Medeiros – Secretária Executiva da Indústria da Sedet.

O Complexo do Pecém, joint venture formada pelo Governo do Estado do Ceará e pelo Porto de Roterdã, na Holanda, é formado por três grandes frentes: Área Industrial, que possui algumas das principais unidades fabris do nordeste brasileiro; Porto do Pecém, um terminal offshore de classe mundial, que em 2022 movimentou mais de 22 milhões de toneladas; e a ZPE Ceará, a primeira Zona de Processamento e Exportação a operar no Brasil, que conta com a primeira siderúrgica integrada do Nordeste e uma nova área de mais de 1.900 hectares para receber novos investimentos.