ESCOLA INTEGRADA CONTA COM PROFESSORES COMUNITÁRIOS NA ARTICULAÇÃO COM AS COMUNIDADES


Inspirado pela experiência da Escola Plural que, desde 1995, integrava saberes e atores locais à rede de ensino, o Escola Integrada (PEI) é uma política de Educação Integral que interligava a proposta pedagógica das escolas com os potenciais educativos da cidade. Em diálogo com a proposta de uma Cidade Educadora, o Programa ampliou os tempos na escola e convidou a empresa municipal de transportes a repensar rotas e sinalizações urbanas em função da educação.

EIXO PCS: Educação para a Sustentabilidade e Qualidade de Vida


ODS RELACIONADO:

OBJETIVO GERAL

  • Implementar uma política unificada de educação integral e integrada no município;

  • Dar acesso ao ensino integral e currículo integrado para todas as crianças da cidade.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  • Estabelecer uma política de Educação Integral que interligasse a proposta pedagógica das escolas municipais aos diversos espaços contidos na cidade, possibilitando que o território do município se transforme em uma grande sala de aula;

  • Tornar o modelo de educação integral e conteúdos interdisciplinares como política municipal;

  • Integrar diferentes atores sociais e comunidade ao processo da educação infantil.


PRINCIPAIS RESULTADOS: O Programa Escola Integrada deu passos muito significativos em Belo Horizonte, a começar pela própria gestão da política pública, que partiu de uma construção intersetorial para garantir a efetividade do programa.  O Programa amplia não só o tempo, mas também os espaços de aprendizagem. Em que os estudantes realizam atividades diversificadas que contribuem efetivamente no seu desenvolvimento pessoal, social, moral e cultural. As atividades desenvolvidas nas oficinas atendem às seguintes áreas: Acompanhamento Pedagógico; Arte e Cultura; Educação Socioambiental; Educação e Diversidade; Direitos Humanos e Cidadania; Cidade, Patrimônio Cultural e Educação; Educomunicação e Uso de Mídias; Esporte e Lazer; Prevenção e Promoção à Saúde e Investigação no Campo das Ciências; Leituras na Educação Integral.   Em seu funcionamento, a Escola Integrada dialoga com conhecimentos, equipamentos e serviços disponíveis na comunidade. Os estudantes percorrem o bairro, a cidade, praticam esportes, participam de competições e torneios, visitam museus, salas de cinemas, teatros e têm acesso a diferentes manifestações esportivas, culturais e de lazer oferecidas pela cidade. O programa pressupõe, ainda, a articulação de ações intersetoriais entre diferentes esferas governamentais, com a incorporação das boas práticas educacionais e sociais existentes em Belo Horizonte. 

UM APRENDIZADO FUNDAMENTALTodas as escolas que faziam parte do programa possuíam um professor comunitário, responsável pela articulação entre a escola e a comunidade, o que incluía os estudantes universitários e os oficineiros dos projetos do entorno.  Desse modo, toda escola que integrava o projeto possuía uma equipe composta pela direção, coordenação pedagógica, professor comunitário, monitores universitários e os agentes culturais/sociais da comunidade. 

A proposta pedagógica do programa permitia e incentivava também a utilização de espaços fora da escola. Organizadas em grupos de 25 estudantes, as saídas eram programadas e integradas ao currículo e acompanhados por um professor comunitário.  A figura do professor comunitário garantiu a articulação com a comunidade, aproximando estudantes universitários e oficineiros . 

Foram feitas parcerias com organizações sociais no entorno das escolas que já realizavam projetos com crianças e jovens para, assim, essas pudessem atuar como oficineiras apoiadoras do programa nas unidades de ensino. A cidade de Belo Horizonte acabou se tornando um dos municípios pioneiros no processo de implementação da Educação Integral no Brasil, fazendo da cidade uma referência tanto nacional, quanto internacional na Associação Internacional das Cidades Educadoras (AICE). 


PARCEIROS ENVOLVIDOS

Secretaria Municipal de Educação;

  • BH Trans;

  • Universidades públicas e privadas da região;

  • Escolas, creches, empresas, comércio local, fábricas, faculdades, creches, centros culturais, centros de saúde, entre outros variados equipamentos públicos e comunitários da cidade.


PÚBLICO ATINGIDOToda a rede pública de ensino fundamental de Belo Horizonte.


RESULTADOS QUANTITATIVOS

  • Ampliação do período escolar de 4 para 9 horas diárias, de forma a contemplar as atividades extracurriculares

  • O Programa Escola Integrada está presente nas 177 escolas de Ensino Fundamental da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte;

  • Em 2019, a Escola Integrada atendeu a 54.743 estudantes e a Escola Integrada EJA 612 estudantes. 

RESULTADOS QUALITATIVOS

  • O Programa Escola Integrada estimulou a integração entre diferentes atores e órgãos municipais, trazendo ganhos para a gestão pública e engajamento da comunidade;

  • Buscando garantir a segurança das crianças nas atividades externas, foi feita parceria com a empresa de trânsito BHtrans, que repensou a sinalização das ruas e trajetos de ônibus para um melhor deslocamento das crianças;

  • Além do currículo regular, os estudantes tem acesso a oficinas de artes, dança, cultura, brincadeiras, contação de histórias, jogos, informática, reforço escolar, leitura, inglês e cidadania. Nessas oficinas, os monitores podem propor atividades ao ar livre, a partir de brincadeiras e elementos próprios do espaço, tornando a prática pedagógica uma experiência conectada com a cidade.


PARÂMETROS CONTEMPLADOS O Projeto Escola Integrada dialoga com conhecimentos, equipamentos e serviços disponíveis na comunidade, valorizando os elementos do território e da cultura local, além de em sua concepção pressupor ações intersetoriais entre diferentes esferas governamentais e comunidade. O conceito e a prática de gestão integrada reforçam a sustentabilidade e tendem a garantir a sustentabilidade do projeto ao longo do tempo. O projeto ainda prioriza o atendimento de crianças em situação de vulnerabilidade, contribuindo para a redução de desigualdades mais estruturais da cidade.

FONTES DE REFERÊNCIAPrograma Escola Integrada https://prefeitura.pbh.gov.br/educacao/escola-integrada https://prefeitura.pbh.gov.br/noticias/prefeitura-abre-inscricoes-para-escola-em-tempo-integral-2020 https://www.hojeemdia.com.br/horizontes/educa%C3%A7%C3%A3o/pbh-vai-abrir-cinco-mil-vagas-de-escola-integral-em-2020-interessados-j%C3%A1-podem-se-cadastrar-1.756675 http://anaisbr2017.redeestrado.org/files/abstracts/000/000/399/original/Artigo_Redestrado_final.pdf http://bdtd.ibict.br/vufind/Record/UFJF_09b6025c96b61fa7a8204f710c32600e http://www.editorarealize.com.br/revistas/fiped/trabalhos/Trabalho_Comunicacao_oral_idinscrito_1186_74e9429942d0aa6fde0b8af23b31d86d.pdf http://www.mestrado.caedufjf.net/wp-content/uploads/2014/03/dissertacao-2011-nelson-de-souza-silva.pdf

Ampliação da mobilidade do cidadão a partir de acesso facilitado à informação


CONTATOSecretaria de Educação de Belo Horizonte www.prefeitura.pbh.gov.br/ Endereço: Av. Afonso Pena, 1212 - Centro Telefone: 156