top of page

Mulher Trans é coroada Rainha da Quadrilha Junina no Ceará


Todo o encanto junino explodiu o coração da cabelereira Adriely Dias ao presenciar pela primeira vez, ainda na adolescência, os espetáculos de São João no Nordeste. Nascida em São Paulo, mas morando em Juazeiro do Norte desde os sete anos, ela se apaixonou durante uma apresentação da quadrilha Nação Nordestina.


O ano era 2013 e, ao ver a rainha do grupo, sabia que era aquilo que queria ser. No último dia 4 de junho, Adriely, aos 22 anos, estreou como rainha da quadrilha que mexeu com sua cabeça desde a primeira vez. Um feito que poderia parecer distante.


“A importância desse título, pra mim, é saber que a gente pode ocupar espaços independente de nossa religião, sexo, gênero, de qualquer coisa. Que a gente pode sim realizar sonhos. Eu sou muito grata a tudo e a todos me ajudaram”, afirma Adriely Dias, rainha da Nação Nordestina.


Fonte: Diário do Nordeste

Comentários


bottom of page