top of page

Professora é presa por engano no Rio por crime cometido quando ela tinha 10 anos

A professora Samara Araújo, de 23 anos, passou oito dias detida após ser presa injustamente em Rio Bonito, Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Samara foi acusada de um crime de extorsão cometido há 13 anos atrás, quando ela tinha apenas 10 anos. A professora de matemática foi presa enquanto dava aula particular para um aluno e só saiu da cadeia feminina de Benfica na manhã desta sexta-feira (1°).

O crime foi cometido na Paraíba em 2010, quando um comerciante foi coagido por uma pessoa que dizia estar armada na frente da loja a fazer oito transferências de R$ 1 mil. As investigações mostraram que uma das contas que recebeu as transferências estava no CPF de uma moradora de Rio Bonito, a mais de 2 mil quilômetros de distância. De acordo com a defesa de Samara, o CPF dela foi roubado e usado pelos criminosos para abrir as contas bancárias.

Samara precisou dividir cela com outras 21 mulheres em um dos oito dias em que passou na prisão e perdeu a própria formatura na graduação de Matemática na UFF. A cerimônia foi no último fim de semana, enquanto ela ainda estava presa.

Fonte: Terra Brasil

Comentários


bottom of page